Índice | Palavras: Alfabética - Freqüência - Invertidas - Tamanho - Estatísticas | Ajuda | Biblioteca IntraText
Alfabética    [«  »]
dezembro 2
dezena 1
dia 4
diaconado 90
diaconais 6
diaconal 60
diaconali 1
Freqüência    [«  »]
95 ibidem
93 2
93 serviço
90 diaconado
89 1
88 bispo
84 deus
Congregação para a Educação Católica; Congregação para o Clero
Normas fundamentais para a formação dos diáconos permanents

IntraText - Concordâncias

diaconado

   Parte,  Capítulo, Parágrafo
1 I, 1 | DECLARAÇÃO CONJUNTA~O diaconado permanente, restaurado pelo 2 I, 1 | especiais à temática do diaconado permanente, mesmo para completar 3 I, 1 | históricos e pastorais do Diaconado Permanente, com uma referência 4 I,Intro,2| II. A ordem do diaconado~2. O serviço dos diáconos 5 I,Intro,2| ordenação, viu o início do diaconado no acontecimento da instituição 6 I,Intro,2| da Igreja, integrando o diaconado. Para S. Inácio de Antioquia(16) 7 I,Intro,2| Concílio de Trento dispôs que o diaconado permanente fosse retomado, 8 I,Intro,2| Vaticano II a estabelecer que o diaconado pudesse « no futuro ser 9 I,Intro,2| mostram que a restauração do diaconado permanente não quis, de 10 I,Intro,2| gerais para a restauração do diaconado permanente na Igreja latina. 11 I,Intro,2| episcopado, do presbiterado e do diaconado, definindo também a matéria 12 I,Intro,2| ordenação dos candidatos ao diaconado. Os elementos essenciais 13 I,Intro,2| Santa , à restauração do diaconado permanente nas suas nações 14 I,Intro,3| III. O diaconado permanente~3. A experiência 15 I,Intro,3| tenha recebido previamente o diaconado e o tenha exercitado.(26) 16 I,Intro,3| Todavia, a ordem do diaconado « não deve ser considerada 17 I,Intro,3| o de querer restituir o diaconado como um grau da hierarquia, 18 I,Intro,3| atestam os Actos ».(29)~O diaconado permanente constitui um 19 I (30)| decisão do restabelecimento do diaconado permanente era e é a da 20 I,Intro,3| da graça sacramental do diaconado ».(33)~Cidade do Vaticano, 21 II,Intro,1| segundo os « diversos tipos de diaconado » (para celibatários, casados, « 22 II (1) | Os jovens candidatos ao diaconado sejam acolhidos num instituto 23 II,Intro,2| a uma segura teologia do diaconado~3. A eficácia da formação 24 II,Intro,2| da concepção teológica do diaconado que lhe está subjacente. 25 II,Intro,2| total desaparecimento do diaconado permanente na Igreja do 26 II,Intro,2| dizer que a teologia do diaconado não tenha autorizados pontos 27 II,Intro,2| antes de mais, considerar o diaconado, como qualquer outra identidade 28 II,Intro,2| sacramento da ordem.(5)~5. O diaconado é conferido mediante uma 29 II,Intro,2| grau da ordem sagrada, o diaconado imprime o carácter e comunica 30 II,Intro,3| ministerialidade nata do diaconado são, portanto, bem definidas, 31 II,Intro,5| fiéis, se deva instituir o diaconado como grau próprio e permanente 32 II,Intro,5| para que os candidatos ao diaconado permanente, quer jovens 33 II,Intro,5| Episcopais que restauraram o diaconado permanente de submeter as 34 II,Intro,6| Bispos~16. A restauração do diaconado permanente numa Nação não 35 II,Intro,6| opte pela restauração do diaconado permanente, terá cuidado 36 II,Intro,7| 7. O diaconado permanente nos Institutos 37 II,Intro,7| apostólica~17. A instituição do diaconado permanente entre os membros 38 II,Intro,7| estabelece que « a instituição do diaconado permanente entre os religiosos 39 II,Intro,7| restabelecer no seu seio o diaconado permanente assume a responsabilidade 40 II, I,1 | os que se preparam para o diaconado.~ 41 II, I,2 | formação dos candidatos ao diaconado permanente são: o director 42 II, I,2 | sua promoção à ordem do diaconado, depois de ter ouvido o 43 II, I,4 | aspirantes e os candidatos ao diaconado permanente constituem por 44 II, I,4 | aspirantes e candidatos ao diaconado no discernimento da sua 45 II, I,5 | aspirantes e dos candidatos ao diaconado podem exercer uma influência 46 II, I,5 | formação rumo à meta do diaconado.~A comunidade paroquial 47 II, I,5 | dos seus membros para o diaconado com o apoio da oração e 48 II, I,5 | aspirantes e candidatos ao diaconado podem continuar a ser para 49 II, I,6 | aquele que se prepara ao diaconado « deve dizer-se protagonista 50 II,II | PERFIL DOS CANDIDATOS~AO DIACONADO PERMANENTE~29. « A história 51 II,II | discernimento das vocações ao diaconado permanente devem-se ter 52 II,II,1 | autenticidade dum chamamento ao diaconado. Eles são os que, antes 53 II,II,1 | disso, os candidatos ao diaconado devem estar vitalmente inseridos 54 II,II,1 | estabelece que « o candidato ao diaconado permanente que não é casado, 55 II,II,2 | desde jovens são chamados ao diaconado são obrigados a observar 56 II,II,2 | isso receberam o carisma.~O diaconado permanente vivido no celibato 57 II,II,2 | que sejam promovidos ao diaconado os que, vivendo desde há 58 II,III | ITINERÁRIO DA FORMAÇÃO~AO DIACONADO PERMANENTE~ 59 II,III,1 | competente) o aspirante ao diaconado. Fará acompanhar a candidatura 60 II,III,2 | admissão entre os aspirantes ao diaconado inicia um período propedêutico, 61 II,III,2 | inscreverá entre os candidatos ao diaconado unicamente aqueles de quem 62 II,III,3 | os candidatos à ordem do diaconado~45. A admissão entre os 63 II,III,3 | os candidatos à ordem do diaconado faz-se através dum rito 64 II,III,3 | ao qual o que aspira ao diaconado ou ao presbiterado manifesta 65 II,III,3 | regularmente entre os candidatos ao diaconado ».(48)~46. O Superior competente 66 II,III,3 | inscrição entre os candidatos ao diaconado não constitui direito algum 67 II,III,3 | positivos da vocação ao diaconado, que deve ser confirmado 68 II,III,5 | Antes de ser promovido ao diaconado quer permanente quer transeunte, 69 II,III,5 | concessão do acolitado e a do diaconado haja um período de ao menos 70 II,III,6 | promovê-lo-á à ordem do diaconado.~63. Antes da ordenação, 71 II (68)| ordenandos assumem com o diaconado, cf. os cânones 273-289. 72 II,III,6 | 64. « O candidato... ao diaconado seja ordenado pelo Bispo 73 II,IV,1 | também os candidatos ao diaconado devem ser educados « ao 74 II,IV,3 | doutrinal para os candidatos ao diaconado que tivesse em conta as 75 II,Conclu | que hoje são chamados ao diaconado, convidando-os a preparar-se 76 II,Conclu | para as Igrejas nas quais o diaconado é já uma realidade viva 77 III, 1,1 | diácono ministro sagrado~1. O diaconado tem a sua origem na consagração 78 III, 1,3 | para o desaparecimento do diaconado permanente.~ 79 III (45)| as funções diaconais. O diaconado não pode ser conferido senão 80 III, 2,5 | tradicionalmente associadas ao diaconado, isto é, o ministério da 81 III, 3,2 | chama graça sacramental do diaconado. (179) Para além de ser 82 III, 3,2 | indicado pela própria palavra diaconado, o que caracteriza o sentir 83 III, 3,2 | espírito de serviço. Com o diaconado, tende-se a realizar o que 84 III, 3,3 | Cristo. O sacramento do diaconado desenvolve esta propensão: 85 III, 3,5 | e estados de vida~59. Ao diaconado permanente podem ser admitidos 86 III, 4,1 | efeito, « para o que recebe o diaconado há uma obrigação de formação 87 III, 4,1 | maneira que a vocação « ao » diaconado tenha continuidade e se 88 III, 4,1 | novo como vocação « no » diaconado, através da renovação periódica 89 III, 4,1 | expressa, ao longo dos anos do diaconado permanente, através de uma 90 III, 4,5 | evitando, no exercício do diaconado, o perigo de cair no activismo


IntraText® (V89) Copyright 1996-2007 Èulogos SpA